sexta-feira, 28 de novembro de 2014

RESUMO DAS ATIVIDADES PNEM – MÊS DE NOVEMBRO.







No decorrer do mês de novembro de 2014, dando continuidade a formação Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio, os professores cursistas da E.E.F.M. Monsenhor Vicente Bezerra desenvolveram suas atividades pautadas nas temáticas: As Áreas do Currículo e Integração Curricular e, Organização e Gestão Democrática da Escola.
 ____________________________________________
Foi proporcionada a reflexão sobre as áreas do conhecimento, a relação com o currículo, sendo analisadas as contribuições do ensino integrado ao trabalho, à ciência, a tecnologia e a cultura.

No tocante a organização e gestão democrática, os trabalhos foram direcionados em torno de debates sobre a participação docente na gestão democrática da escola, relatos acerca de situações vividas, sendo criado o jornal Gestão Democrática.
         
Também foi sistematizada a aproximação do conhecimento das diferentes áreas, prevalecendo o relato de experiências acerca do currículo e a relação entre os sujeitos e a prática pedagógica do professor, bem como a gestão democrática da escola.
         
Na perspectiva de obter melhorias no processo ensino-aprendizagem, foi evidenciado pelos participantes que o cotidiano da escola para ser construído de forma sólida e eficaz, faz-se necessário, um trabalho coletivo que requer organização, planejamento, autonomia e, sobretudo, um olhar interdisciplinar daqueles que faz parte da instituição escolar.

Vera Lúcia Alves de Oliveira – Orientadora de Estudo do PNEM. Contato: vlalves1@hotmail.com

Da Sala de  Redação do Blog da Escola Monsenhor Vicente Bezerra, Luiz Domingos de Luna Tel da Escola (88) 35433903 Email: monsenhorvicente@escola.ce.gov.br


quinta-feira, 27 de novembro de 2014

O MENESTREL DA ARTE NA MADEIRA EM AURORA – GIL CHAGAS.

FOTO: O ARTISTA PLÁSTICO GIL CHAGAS EM SEU ATELIÊ

FOTO: O ARTISTA PLÁSTICO GIL CHAGAS EM SEU ATELIÊ

FOTO: O ARTISTA PLÁSTICO GIL CHAGAS EM SEU ATELIÊ
FOTO :GIL CHAGAS E SUA ESPOSA: MARIA DE FÁTIMA DE SOUZA CHAGAS.

FOTO: O ARTISTA PLÁSTICO GIL CHAGAS COM O PROF. LUIZ DOMINGOS DE LUNA.

FOTO: O ARTISTA PLÁSTICO GIL CHAGAS COM O PROF. LUIZ DOMINGOS DE LUNA.

FOTO: RYTINHA TAVARES E NAIELY LIMA ATELIÊ DE GIL CHAGAS

FOTO RYTINHA TAVARES, GIL CHAGAS E LUIZ DOMINGOS DE LUNA.

A cidade de Aurora que simboliza o nascer do sol, também poderia ser chamada de nascer das artes no portal do Cariri.

Do celeiro continuado no espaço tempo, muitos artistas de Aurora (CE); permeiam os mais distintos recantos, na representação das artes plásticas, literária, musical, intelectual...

O Artista Plástico, Francisco Gildami de Souza Chagas – o já conhecido no mundo artístico com a alcunha de Gil Chagas, nasceu no dia 18 de maio,1958 na cidade de Aurora- Ceará.

O Jovem Gil Chagas desde cedo, teve uma ligação muito forte com a madeira, pois ainda garoto sempre ajudava a seu querido pai José de Souza Chagas que, justiça seja feita, além de um excelente mestre em carpintaria, foi o incentivador primeiro do Jovem Gil Chagas no mundo da arte na madeira  esculpida em belos esculturas, carrancas; a gravura sempre escorregava nas mãos do garoto como um cinzel na pedra bruta a  dar vida, cor, luz as toras  virgens  ainda fresca da flora da terra do Menino Deus.

Quando contava com a idade de 12 anos, começou a desenvolver o seu trabalho em ajudar ao povo de Aurora ao cumprimento de promessas feita a Santa Popular de Aurora Mártir Francisca, assim o devoto ao cumprimento da promessa, procurava o Gil  Chagas para a  confecção dos ex-votos que se encontram atualmente na Capela Original da referida Santa Popular.

Por Convite da Primeira Dama de Aurora a Sra. Ana Maria Sampaio de Macedo -Diretora Geral do Centro Social Urbano- para instalar e dirigir uma escola de arte plástica em madeira para as crianças carentes do município de Aurora, o que  foi um sucesso pleno durante os oito anos de funcionamento desta oficina de arte, que possibilitou  a criançada, a ter o contato e o fabrico de obras de arte, sempre com a devido acompanhamento do Menestrel  da arte da madeira em Aurora- Gil Chagas.

No ano de 1977 por convite de Sua Excia Bispo Diocesano do Crato Dom Vicente de Araujo, a construção de seu trono episcopal em madeira, com desenvoltura o escultor e lutier Gil Chagas construiu a relíquia Religiosa na Movelaria Irmãos Rola na Rua Ratisbona na cidade de Crato – Ceará.

No ano de 2008 fez sua primeira exposição de arte em madeira na cidade de Crato (CE), por ocasião da EXPOCRATO, que foi toda patrocinada pelo comerciante, humanista, o Ingazeirense -Santino Roberto.

No ano de 2009 fez sua primeira exposição em madeira na capital alencarina no parque de Exposição localizado  na Rua Bezerra de Menezes.

No ano de 2011, visitou o seu ateliê, localizado no bairro Araçá na cidade de Aurora (CE); o professor Luiz Domingos de Luna que, juntamente com o menestrel das artes no Ceará o Prof. Gilmar de Carvalho, em reunião, ficou determinado que apartir daquela data o Gil  Chagas passaria também, a esculpir, trabalhar e  divulgar a Rabeca como o símbolo do Nordeste.

Na data de hoje, estiveram  no Ateliê do Gil Chagas as  alunas do Colégio Paroquial Rytinha Tavares e Naiely Lima para uma entrevista sobre os trabalhos em madeira do  artista plástico de Aurora, Gil Chagas.

Da Sala de Redação do Blog da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra, Aurora(CE) Tel: 88 35433903 Email: monsenhorvicente@escola.ce.gov.br



terça-feira, 25 de novembro de 2014

PEÇA TEATRAL – PLANETA ÁGUA.

FOTO,FONTE: WWW.CHAPADADOARARIPE.COM

COMPANHIA DE TEATRO AMADOR CULTURAL – LUZES DA RIBALTA. ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO MONSENHOR VICENTE BEZERRA, AURORA – CEARÁ.
SÉTIMA ARTE, TEATRO MODERNO, CENÁRIO ÚNICO, PEÇA TEATRAL – PLANETA ÁGUA, AUTOR: LUIZ DOMINGOS DE LUNA.

PEÇA TEATRAL – PLANETA ÁGUA.

DANY – O Planeta Terra, deveria de fato e de direito ser chamado Planeta Água.
PATY – Com certeza,Dany, como pode um Planeta ser chamado de Terra se existe mais água do que terra ?
ZITO – Sim, minhas amigas, mas essa água toda é uma pura ilusão ?
DANY – Essa água toda é um dado cientifico, provado e comprovado, aqui é tudo muito real não tem nada de ficção.
PATY – O Zito, Dany, deu agora para ver ficção onde somente existe realidade e realidade pura, não dá para enganar a humanidade todo mundo sabe que o Planeta Terra tem mais água do que terra.
ZITO – Sim, minhas amigas, mas para que serve ter tanta água se nem chega a um por cento a quantidade que é aproveitada pelos Seres Humanos.
DANY – Desde que o mundo é mundo que esta quantidade é usada, não vejo nenhum problema nisso.
PATY – O índice da quantidade de água utilizada pelos Seres Humanos sempre foi baixo, irá continuar baixo, este dado é uma constante na história do homem no seu habitat natural – Planeta Terra.
ZITO – Minhas amigas o problema está ai, este índice que sempre foi pequeno, esta ficando pequeníssimo, e se não cuidar este índice vai sumir.
DANNY – Sumir!, Sumir como ? Não há razão para este pequeno índice sumir.
PATY – o Zito está brincando, como sumir o índice de água potável no Planeta, por acaso toda água potável irá evaporar, rá, rá, rá,
ZITO – Minhas amigas, o Aquecimento Global arrocha de um lado, do outro o Efeito Estufa sem falar nos milhões e centena de milhares de toneladas de gases poluentes jogados diariamente na atmosfera, sem dó, nem piedade.
DANY – Nem precisa desse dó, nem piedade pois o Planeta Terra é fortão,  agüenta arrocho rá rá, rai.
PATY – Bota arrocho nisso,Menina, quanto mais arrocho....
ZITO – Será?
DANY – Paty, o Zito pensa que o Planeta Terra é um molenga.
PATY – Zito  se você é um molenga tudo bem, mas dizer que o Planeta Terra é um molenga, que não agüenta arrocho ai  já é demais.
ZITO – Minhas amigas, pelo que vejo, o ser humano, este sim é que é forte, violento o suficiente para destruir este Planetinha.
DANY – Mais respeito, Planetinha não, aqui é meu berço e tenho muito orgulho dele.
PATY – Dany, o  Zito agora deu para mentir, o ser humano jamais será capaz de destruir o nosso querido Planeta Terra.
PATY E DANY – Zito nunca mais diga que os Seres Humanos são capazes de destruir o Planeta Terra- isto é uma blasfêmia, na verdade a maior mentira que nós já ouvimos em nossa vida.
ZITO – Que vida ? Se os homens estão acabando com a qualidade de vida na biosfera nos rios, nos mares, nos açudes, nos ecossistemas, nos oceanos, no campo na cidade.
DANY E PATY – Será.... ?

Da Sala de Redação do Blog da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra, Aurora(CE) Tel (88) 35433903 Email monsenhorvicente@escola.ce.gov.br


domingo, 23 de novembro de 2014

PEÇA TEATRAL-INTRODUÇÃO A DIALÉTICA.

FOTO CHARLES CHAPLIN E O GAROTO FONTE MINILUA.COM

METODOLOGIA: TRABALHO EM OFICINA BÁSICA
OBJETIVO: DESENVOLVER COREOGRAFIA, SONOPLASTIA, SOCIALIZAÇÃO, INCLUSÃO A ARTE PURA – PURA ARTE.
COMPANHIA DE TEATRO AMADOR CULTURAL – LUZES DA RIBALTA.
ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO MONSENHOR  VICENTE BEZERRA , AURORA – CEARÁ.
SÉTIMA ARTE – TEATRO MODERNO – CENÁRIO ÚNICO -AUTOR: LUIZ DOMINGOS DE LUNA.

INTRODUÇÃO A DIALÉTICA.

MEIRE – Paulo, eu gostaria de comprar 1000 gramas de amizade sincera ?
PAULO – Mas Meire, o que houve ? A minha amizade é sincera, fico triste em você pensar isto de mim.
MEIRE– Como vou saber se a sua amizade é sincera ?
PAULO - Da forma que a minha amizade a você é muito  verdadeira.
MEIRE - A sua amizade é verdadeira com todos os seus amigos, porém ninguém sabe a sinceridade.
PAULO - Sim, mas a sua amizade é sincera ?
MEIRE - Boa seria, se a sinceridade fosse comprada , pois assim, ninguém precisava ser sincero com ninguém - já comprava pronta.
PAULO - Mas a sinceridade demais apta a compreensão do outro ?
MEIRE - Que outro ?
PAULO -O outro é você
MEIRE - Prefiro a dor da verdade ao bálsamo da mentira e falsidade!
PAULO - O que é falsidade ?
MEIRE - É dizer o que não pensa do outro, enganar a quem pensa, pensando enganar.
PAULO - Quem engana ? O enganador engana o enganado ou enganador engana a si mesmo.
MEIRE -  No terreno   sentimentalóide tudo é uma enganação.
PAULO-E o que é real na parte sentimentalóide dos humanos ?
MEIRE - Nada, simplesmente nada.
PAULO – Então tudo é mentira
MEIRE - Com certeza tudo é uma grande mentira, as palavras já são elaboradas com a finalidade de enganar, de enganar bem – entendeu ?
PAULO  – Não, não e não pois, em  sendo assim, nós precisamos primeiro, mentir para nós mesmos.
MEIRE – Exatamente.
PAULO – Mas Meire, eu não sei mentir para mim, assim descaradamente, e tenho medo do outro desconfiar que estou mentindo.
MEIRE – Pois  vá tratando de aprender os tempos urge isto.
PAULO – Sendo assim, está todo mundo mentindo.
MEIRE – Eu não disse isto!
PAULO – E finalmente o que você disse mesmo ?
MEIRE –  Eu disse que o espaço social e feito de verdades e de mentiras.
PAULO – Para que serve a mentira ?
MEIRE – Para preencher o vácuo na ausência da verdade.
PAULO – Sim, mas atualmente todos preferem a verdade
MEIRE – gostei – atualmente.
PAULO-  Meire, o que é o amor carnal ou amor direcionado ?
MEIRE– Uma linda invenção dos românticos, só, somente só
PAULO - Uma invenção ?
MEIRE - Não somente uma invenção, mas o objeto maior da indústria sentimentalóide e opaca do comércio de relações {amorosas e falsas} dos  humanos.
PAULO -Então o amor direcionado não existe
MEIRE – Sim, com certeza, o amor direcionado não existe
PAULO- Por que o amor direcionado não existe ?
MEIRE - O amor direcionado não existe, por que se ele existisse,  não havia tanta confusão entre amor, ódio, paixão, paixonite aguda, química,desejo, atração, dúvidas, certeza nas incertezas,  e incerteza nas dúvidas.
PAULO -E o que  nós vivemos ?
MEIRE -  Nós vivemos num eterno conflito
PAULO -  Que conflito ?
MEIRE - O Conflito em nunca saber ser sobra do outro, mas querer ser a parte integrante do eixo do outro, ao que seria sincero não trazer uma chama acesa para devorá-la, mas acender todas as luzes que parecem apagadas no interior do outro.

Da Sala de Redação do Blog da Escola Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora(CE). CEP: 36.360.000 TEL (88) 35433903 Email: monsenhorvicente@escola.ce.gov.br

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

PROJETO ECOBAGS – ADOTE ESTA IDÉIA -PRIMEIRO LUGAR NA VI FEIRA REGIONAL DE CULTURA DO CREDE 20 – BREJO SANTO.

FOTO: PROJETO ECOBAGAS- ADOTE ESTA IDEIA - CAMPEÃO VI FEIRA REGIONAL CREDE 20- BREJO SANTO(CE)

FOTO: PROJETO ECOBAGAS- ADOTE ESTA IDEIA - CAMPEÃO VI FEIRA REGIONAL CREDE 20- BREJO SANTO(CE)

FOTO: ALUNOS PARTICIPANTES DO PROJETO

FOTO :ALUNOS E AUTOR DO PROJETO CAMPEÃO PROF. CICERO TAVEIRA

FOTO: DIRETORA REGIONAL CREDE 20 - BREJO SANTO PROFA LUCIANA BRITO, AUTOR DO PROJETO CAMPEÃO PROF. CICERO TAVEIRA E ALUNOS

FOTO: PROFA VERA LUCIA, ALUNOS E AUTOR DO PROJETO CAMPEÃO-PROF. CICERO TAVEIRA
Há uma predisposição da sociedade, dos estudiosos da educação, da imprensa de uma forma generalizada de focar as mazelas da sociedade pela falta de estruturação da educação brasileira, que com certeza tem muita coisa que precisa ser feita, e que, de fato precisa ser feita com urgência.

Dificilmente a mídia expõe o sucesso de projetos educacionais que têm no seu bojo uma nova visão de mundo que pode fazer toda diferença para um modo de vida ecologicamente  sustentável, dando suporte a natureza na conservação da água, dos recursos hídricos, na recuperação da Mata ciliar do Rio Salgado, na  conservação  da Bacia do Salgado, no zelo pelo  nosso reservatório maior de água potável  que abastece o Município de Aurora- Açude da Cachoeira.

Agora com a iniciativa  do professor Cícero Taveira, aprovado no mais recente concurso público para professores do Estado do Ceará, com lotação na Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra, juntamente com os demais professores, com o apoio e incentivo do Núcleo Gestor,  dos Poderes Constituídos e com a unção da sociedade aurorense, um projeto que englobou todos os segmentos sociais, com aulas  audiovisuais, aulas práticas, aulas de campo, entrevista com a sociedade, participação em feira livre, comercio local e, enfim, após todo um trabalho árduo com a  anuência das comunidades foi  consolidado o Projeto:  Ecobags – Adote esta ideia- que tem como fim último diminuir a agressão ao meio ambiente, os lençóis freáticos  do Município de Aurora  e  facilitar a  separação dos resíduos sólidos para os aterros sanitários, ou mesmo para fins de reciclagem, quando da implantação  de uma industria para este fim no Município de Aurora ou na Região do Cariri Cearense.

O Projeto Ecobags – adote esta ideia, já está devidamente exposto  neste blog e agora, para fechar com chave de ouro  conseguiu de forma majestosa  a Primeira Colocação  na VI Feira Regional Ciências, promovida pelo Crede 20 – Brejo  Santo – Ceará.-realizada neste mês de novembro,2014.


Da Sala de Redação do Blog da Escola Monsenhor Vicente Bezerra, Luiz Domingos de Luna administrador do Blog, Tel: Esc (88) 35433903 Email da Escola: monsenhorvicente@escola.ce.gov.br

terça-feira, 11 de novembro de 2014

PEÇA TEATRAL - O MASSACRE DA SOLIDÃO.

PEÇA TEATRAL: O MASSACRE DA SOLIDÃO


AUTORES:            LUIZ DOMINGOS  DE LUNA
                           JOÃO PAULO DOS SANTOS

CENÁRIO  ÚNICO   -UMA MANSÃO- COREOGRAFIA E SONOPLASTIA DE OFICINA,
TEATRO MODERNO, EXPRESSÃO CORPORAL E LINGUISTICA ARTÍSTICA, TEATRO LUZES DA RIBALTA

DIREITOS AUTORAIS RESEVADOS A LUIZ DOMINGOS E JOÃO PAULO DOS SANTOS

AMORI -( TOCA NA CAMPAINHA,  PLIM-PLOM-,PLIM-PLOM -ÁREA EXTERNA DA MANSÃO)

GOVERNANTA --( OLHA NO OLHO MÁGICO E VOLTA PARA A SALA E AVISA A PATRICINHA QUE ESTÁ LENDO UMA REVISTA NO SOFÁ  ROUPA CLOSADA)

GOVERNANTA- PATI!!!!

PATY – SIM ?

GOVERNANTA -  TEM UMA GAROTINHA LÁ FORA QUERENDO ENTRAR

PATY-  É ALGUMA DE MINHAS AMIGAS – GOBE ?

GOVERNANTA- PATY ! QUE ISSO... SE FOSSE ALGUMA DE SUAS AMIGAS COM CERTREZA EU TERIA MANDADO ENTRAR IMEDIATAMENTE.

PATY-   UMA GAROTA... NÃO É MINHA AMIGA... QUERENDO ENTRAR...- EU VOU FALAR COM ELA, -GOBE,  MANDE A GAROTA ENTRAR, EU GOSTARIA DE FALAR COM ELA.

GOBE—ABRE A PORTA  ( IMPERATIVO)– ATÉ A SALA POR FAVOR!   

PATY- QUE SUJEIRA E MAL CHEIRO É ESTE

AMORI- (SELÊNCIO PLENO)
PATI -O QUE VOCÊ VEIO FAZER EM MINHA CASA ? GAROTA,- COM ESSA SUJEIRA TODA-

AMORI -  MINHA SENHORITA, EU QUERIA ALGO  PARA COMER, ATÉ A SOBRA SERVE, ESTOU MORRENDO DE FOME.

A TIA ENTRA, VAI AO LOCAL E DIZ- ( PATY- EU EXIJO UMA  EXPLICAÇÃO, COMO PODE, VOCÊ, NA MINHA FRENTE CONVERSANDO COM UMA MORIBUNDA, VADIA, VAGABUNDA NOJENTA E IMUNDA, NÃO FOI ESSA A EDUCAÇÃO QUE EU LHE DEI, VOCÊ ME DECEPCIONA PATY.

PATY – MAS TITIA.....

TIA- NÃO TEM MAS NEM MENOS, MAS TÁ TUDO ERRADO.

AMORI- MINHA BONDOSA SENHORA EU SÓ QUERIA ALGUMA COISA PARA EU COMER SE NÃO PUDER ME DAR EU VOU EMBORA.

TIA – VAI SER ASSIM: VOCÊ CONTA A SUA VIDA IMUNDA, MISERÁVEL, SEBOSA NOGENTA SEM ESCONDER NADA E AI EU LHE DOU UMAS SOBRAS DO JANTAR

AMORI-  MINHA BONDOSA SENHORA EU NÃO TENHO CORAGEM DE FAZER ISTO.

TIA- EU SEI QUE VOCE NÃO TEM MOLECA, POIS SUA VIDA É ANDAR PEDINDO ,ROUBANDO, SE DOGANDO EMPESTANDO A SOCIEDASDE COM O MAL COM A VIOLÊNCIA COM TUDO QUE EXISTE DE RUIM SÃO CUPINS PODRES QUE ENVERGONHA A ELITE DESTE  PAÍS.

AMORY- MINHA SENHORA, MINHA HISTÓRIA NÃO  TEM GRAÇA É UMA DESGRAÇA, EU TENHO ATÉ VERGONHA DE LHE FALAR, ASSIM COMO A SENHORA EU TAMBÉM TENHO NOJO DE MIM.

TIA- CHEGA DE LAMENTAÇÃO E CONTE LOGO SUA HISTÓRIA EU NÃO TENHO MUITO TEMPO, VAMOS LOGO, FALE!

AMORI – MINHA SENHORA, EU VIM DE  UMA FAMILIA MUITO RICA DA CIDADE DE AUSTRACE MEU PAI É EMPRESÁRIO DA REDE DE TAPETES PERSAS JUNTAMENTE COM MINHA MÃE, QUE É DECORASDORA DE CASAS DA ELITE, QUANDO EU TINHA QUATORZE ANOS, EU QUASE QUE NÃO VIA MEU PAI E MINHA MÃE, ELES SÓ LIGAVAM PARA O DINHEIRO E PARA O PODER MATERIAL, EU FUI EDUCADA PELA EMPREGADA DA FAMILIA, COMO EU ESTAVA SOZINHA COMECEI A FAZER AMIZADE COM OUTROS GAROTOS, E GAROTAS E CHEGEI A INGERIR DROGAS, EM CERTO DIA, MINHA MÃE ME PEGOU DROGADA, CHAMOU MEU PAI, E JUNTOS ME ENCAMINHARAM PARA UMA CLINICA DE RECUEPERAÇÃO DE DEPENDENTES QUIMICOS, AO CHEGAR LÁ, O MEDIGO UM PEDOFILO, MANDOU EU TIRAR A ROPA E ME VIOLENTOU BRUTALMENTE, E EM SEGUIDA, MAIS OU MENOS DOIS DIAS DEPOIS, ME TRANFERIRAM PARA UM HOSPITAL DE LOUCOS, RORAIMA, LÁ FOI QUE EU SOFRI E APANHEI, POIS EU ERA SURADA PELAS LOUCDAS E PELOS TARADOS SEXUAIS, ERA UM VERDADEIRO INFERNO!

TIA – E O QUE FOI QUE VOCÊ FEZ AMORI?

AMORI – EU TELEFONEI PARA MEU PAI, PEDI SOCORRO, MAIS ELE DISSE QUE LUGAR DE DROGADO EM CLINICA, MANICOMIO, QUALQUER COISA, E TEM MAIS, NÃO LIGUE MAIS PRA MIM, NÃO QUERO LHE VER , VOCÊ É A VERGONHA DA FAMILIA.

PATY –  (PERGUNTA) COMO VOCÊ FUGIU DO MANICOMIO AMORI?

AMORI – DEPOIS QUE EU TIVE UM ABORTO, EU FIQUEI NA SALA DE RECUPERAÇÃO, NUMA BELA NOITE EU OUVI MUITO BARULHO DE AUTOMEVEIS, EU VESTI A ROUPA DA ENFERMEIRA, FUI SAINDO DE FININHO, PEGANDO CARONA E VIM PARAR AQUI!

PATY – POR QUE VOCÊ NÃO FOI PRA SUA CASA?

AMORI – QUE ISSO PATY DEPOIS DA HUMILHAÇÃO, DESPREZO O ABANDONO, A SOLIDÃO, UMA FILHA ÚNICA SER TRATADA COMO EU FUI, CADÊ A COMPREENÇÃO HUMANA.

TIA – PATY, NÃO ACREDITE NELA, ALÉM DE SER VAGABUNDA, VADIA, PROSTITUIDA, DROGADA,  ELA TAMBEM É UMA FINA MENTIROSA

AMORI – MINHA SENHORA, EU NÃO ESTOU MENTINDO, PORTUDO QUE É MAIS SAGRADO, EU JURO QUE NÃO ESTOU MENTINDO, EU NÃO TENHO MAIS NINGUEM, SÓ VOCES.

TIA – VAMOS FAZER UM TRATO, VOCÊ ME DÁ SEU INDEREÇO, EU VOU LIGAR PRA SEU PAI, SABER SE VOCÊ REALMENTE EXISTE E ONDE VOCÊ ESTÁ AGORA,

AMORI – AV. DOS BARÕES, 343, BAIRO DOS JARDINS, AUSTRACE, NITEROI, TELEFONE 010 XX 854 66231

TIA – SE SUA HISTÓRIA FOR VERDADEIRA, VOCÊ VAI MORAR COMIGO E VAI CUIDAR DA BIBLIOTECA E ME AJUDAR NAS MINHAS GINASTICAS DIARIAS, E CUIDARÁ DOS JARDINS CERTO ?

AMORI – EU JURO QUE ESTOU DIZENDO A VERDADE, PODE ENTRAR EM CONTATO, EU ESTOU PRONTA, SE FOR POR ISSO DAQUI EU NÃO SAIO MAIS.

TIA –  PATY, LEVE A AMORI ATÉ O BANHEIRO E LHE DÊ ROUPAS DESCENTES.

PATY – AGORA MESMO TITIA

TIA – GOBE?

GOBE – POIS NÃO SENHORA

TIA – LOCALIZE MINHA GENDA, PRECISO FAZER UM TELEFONEMA IMPORTANTE, MAIS... ANTES CHAME O MOTORISTA

TEOBALDO – (ENTRA)

TIA – TEOBALDO VOCÊ NASCEU AONDE MESMO?

TEOBALDO – EU NASCI EM NITEROI, NA CIDADE DE INGA

TIA – TEOBALDO, VOCÊ JÁ OUVIU FALAR EM AUSTRACE

TEOBALDO – D. GERTRUDES QUANDO A GENTE VEM DE NITEROI PARA O RIO DE JANEIRO, PASSA POR AUSTRACE, É UMA CIDADE MUITO LINDA

GERTRUDES – E VOCÊ CONHECE AUSTRACE, SABE ONDE FICA?COMO PODE?

TEOBALDO – QUE É ISSO DONA GERTRUDES, QANDO EU ERA MAIS NOVO EU IA MUITOS BAILES LA EM AUSTRACE, QUALÉ O PROBLEMA,

TIA – VOCÊ CONHECE A ESTRADA QUE LEVA A AUSTRACE.

TEOBALDO – CLARO QUE SIM FICA PERTO DA MINHA CIDADE

TIA – TEOBALDO CHAME A GOBE

TEOBALDO – MAIS ALGUMA COISA MADAME

GOBE – A AGENDA ESTA AQUI SENHORA

TIA – (ANOTA O ENDEREÇO DE AMORI, DISCA O TELEFONE E CONVERSA ALÔ, COM QUEM FALO, DR. MERISA, É COM A SENHORA MESMO QUE EU QUERIA FALAR, A SENHORA CONHECE UMA MENINA , UMA GAROTA POR NOME DE AMORY , E A SENHORA TEM REALMENTE UMA FILHA COM ESSE NOME ? COMO É ESSA GAROTA ? POR FAVOR ME PASSE OS TRAÇOS FISIONÔMICOS DESSA GAROTA, QUAL A IDADE DELA? A SENHORA A VER COM FREQUENCIA, ONDE? NUM MANICOMIO... ?
BOM... NA BEM DA VERDADE ISSO NÃO VEM AO CASO,EU QUERIA MESMO É QUE A SENHORA ME MANDASE UNS TAPETES PERSAS DE ARCADA REAL, PARA OS QUARTOS DE HÓSPEDES, BIBLIOTECA E SALA, A SENHORA TEM? QUANTO CUSTA? A SENHORA PODE ME TRAZER PESSOALMENTE NA PROXIMA SEMANA, PARA O ENDEREÇO, JARDIM BOTANICO 1243, CENTRO, RIO DE JANEIRO) ( BAIXA O TELEFONE)

PATY – TITIA OLHE COMO AMORI ESTA AGORA

TIA – A  AMORI VOCÊ ESTA LINDA

GOBE – SENHORA, AS SENHORAS DO CHÁ DAS CINCO CHEGARAM
TIA – FAÇAM AS ENTRAR ( EAS AMIGAS ENTRAM E SE SENTAM) VOU ABRIR A SEÇÃO, MOSTRANDO A MINHA OBRA SOCIAL POR ESTE PAIS, PEGUE UMA MORIBUNDA, VAGABUNDA, E A TROUXE PARA O MEU SEIO FAMILIAR, COIS A QUE MUITA GENTE NÃO FAZ, PATY, TRAGA A MENINA.
AS COLEGAS – MAIS DONA GFERTRUDES ELA   TEM JEITO DE GRANFINA, PARECE UMA MODELO, SIM UMA LEIDE SEM DUVIDA, ELA TEM OS TRAÇOS DA ELITE.

TIA – DE JEITO NENHUM ELA ERA UMA VAGABUNDA DE RUA.
AS COLEGAS – MAIS DONA GERTURDES A MENINA TEM UM COMPORTAMENTO FINO

TIA – FINO AGORA, PORQUE EU DEI UM BANHO DE LOJA, INVESTI NO SOCIAL, ISSO SIM É CARIDADE, SENSIBILIDADE PÚBLICA EU CUMPRI A MINHA PARTE COM ESTE PAÍS, SE TODO MUNDO FIZESSE ISSO NÃO TERIA MISERIA...
 AS COLEGAS – UMA GAROTA DESSA DE JEITO REFINADOS EU TAMBEM QUERIA

TIA – POIS O RIO DE JANEIRO ESTA CHEIO, ADOTE A SUA, QUE EU JÁ  ADOTEI A MINHA, DECLARO A SEÇÃO ENCERRADA E MUITO OBRIGADO A TODAS POR TEREM VINDO OLHAR -  AMORI ESTÁ VENDO ? TODO MUNDO ESTÁ LHE ADMIRANDO, SEI QUE NÓS VAMOS TER UMA ÓTIMA CONVIVENCIA (AS AMIGAS SAEM E A CAMPAINHA TOCA, ELA OLHA PELO OLHO MAGICO)

GOBE – DONA GERTRUDES TEM UMA SENHORA MUITO ELEGANTE, QUE DESEJA LHE FALAR UMA SENHORA CHAMADA Dr.MERISA

TIA – FAÇA ENTRAR

DR. MERISA – TROUXE SUA ENCOMENDA ESPERO QUE A SENHORA GOSTE

TIA – SENTE-SE POR FAVOR, SÃO MUITO LINDOS, A SENHORA TEM BOM GOSTO, DR. MERISA SE A SENHORA VISSE A AMORI ESPILL BERNADD, O QUE A SENHORA FARIA? - A AMORI CAIU NO ERRO ESTÁ NO MANICOMIO ENTROU NO SUBMUNDO DAS DROGAS, NÃO GOSTO NEM DE TOACAR NESTE ASSUNTO

TIA – E SEU LHE DISSER QUE SEU MÉDICO, DR. VALTER VIOLENTOU A SUA FILHA, E INVENTOU TODA AQUELA HISTORIA DE LOUCURA PARA NÃO SE COMPROMETER.

Dr.MERISA – COMO PODE ISSO, DR. VALTER ALEM DE MÉDICO É TAMBEM MEU GRANDE AMIGO ISSO É IMPOSSIVEL.

TIA  - TEMOS QUE VER OS DOIS LADOS DA MOEDAS, SEI BEM QUE OS ADOLESCENTES NÃO SÃO DE CONFIANÇA, MAIS É SEMPRE BOM OUVIR AS DUAS PARTES.
Dra MERISA – O QUE A SENHORA QUER DIZER COM ISSO, A SENHORA ESTA INSINUANDO QUE...

TIA – EU NÃO ESTOU INSINUANDO NADA, APENAS EU ESTOU COM SUA FILHA EM MINHA CASA E A HISTORIA QUE A SENHORA CONTA NÃO BATE COM A DELA

Dra MERISA – IMPOSSIVEL ELA ESTA ENCARCERADA, SUJOU O NOME DE NOSSA FAMILIA.

TIA -  TUDO BEM DR.MERISA EU QUERIA APENAS A SUA AUTORIZAÇÃO PARA QUE ELA FIQUE COMIGO

Dra MERISA -  E ELA ESTA AQUI AGORA? SÓ ACREDITO VENDO

TIA – PATY, TRAGA A AMORI AQUI, POR FAVOR!

Dra MERISA  - AMORI MINHA FILHA, COMO VOCÊ ESTA LIUNDA, PORQUE VOCÊ NÃO PROCUROU A MAMÃE, VAMOS CONVERSAR

AMORI – NÃO MAMÃE, A SENHORA NUNCA QUIS CONVERSAAR COMIGO NA CLINICA, NEM UM TELEFONEMA, NEM UMA CARTA, NADA, A SENHORA QUER FAZER MÉDIA NA FRENTE DE DONA GERTRUDES A MUNHER QUE ME ACOLHEU, A SENHORA É UMA EGOISTA A SENHORA SÓ PENSA NO SEU DINHEIRO, A SENHORA  É UMA CAPITALISTA MERCANTIL, SOMENTE, E MAIS NADA.

Dra MERISA – MINHA FILHA, EU NÃO SEI A ONDE EU ESTAVA, EU FUI MUITO DURA COM VOCÊ, MUITO ÁSPERA, INJUSTA, EU NÃO SEI A BESTEIRA QUE EU FIZ

AMORI – A SENHORA FOI INGRATA, NA HORA QUE EU MAIS PRECISEI ME ABANDONOU NA LAMA DA SOCIEDADE, UM ERRO NÃO CONCERTA O OUTRO

Dra  MERISA – MINHA FILHA PEQUEi CONTRA Ti E CONTRA O MUNDO JÁ NÃO SOU DIGNA DE LHE CHAMAR DE MÃE,PERDOE ESSA SUA MÃE INJUSTA, INGRATA QUE EU LHE PROMETO QUE NÓS DAREMOS BEM, NÃO DEIXE QUE EU VIVA COM ESSA DOR E ESSE ROMORÇO PARA O FIM DA VIDA , POIS ATÉ HOJE EU PENSEI QUE  O DINHEIRO FOSSE TUDO MINHA FILHA , PERDOU SUA POBRE MÃE

AMORI – MAMÃE EU SOU DIFERENTE DA SENHORA, MEU SOFRIMENTO ME ENSINOU MUITAS COISAS  E UMA DESTAS  COISAS EU VOU LHE OFERECER AGORA , EM NOME DA MINHA DOR, A SENHORA ESTA PERDOADA ( SE ABRAÇAM)

Dra MERISA – ( OLHA PARA O PUBLICO) EU ENCONTREI O QUE ESTAVA PERDIDO E EU PERDI O MEU ACHADO, A PARTIR DE HOJE, TODOS NÓS AQUI PRESENTES SEREMOS UMA NOVA PESSOA


sexta-feira, 7 de novembro de 2014

ESCOLA DE ENSINO INFANTIL E FONDAMENTAL ROMÃO SABIÁ – NOS BASTIDORES DA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE.

SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DO MUNIICÍPIO - PROFA MARIA ROZILANGE MACEDO E O NÚCLEO GESTOR

SÍMBOLO DA ESCOLA

Na manhã deste dia sete de Novembro, ainda aos primeiros raios solares, o grito suntuoso de uma cidade que cresce e se desenvolve com a força de um povo altivo, trabalhador, com  garra  e determinação de fazer jus ao nome que leva na entrada do  portal do Cariri cearense – Aurora!!!

A Marca do timbre dos seus 131 anos de história,” com lutas e glorias dos filhos teus” faz florir no seio da Escola de Ensino  Infantil e Fundamental Romão Sabiá, o suco frutífero do conhecimento, da cidadania, da unidade social e, muito mais que isto, a  rolagem do tempo passado, unido ao presente, na construção de um futuro promissor, onde os aprendizes irão poder provar da seiva elaborada na Constância do elo temporal, a maravilha de se viver numa cidade onde  a coesão de sua cultura interativa, é posta de forma majestosa e brilhante para todos  que se deleitam sobre a arte cara  da beleza existencial.

Claro que, a nossa história que vai a lume de forma pioneira, onde 131 anos de história serão garbosamente expostos como num retrovisor do tempo, passo a passo, dia a dia, ainda no hálito oxigenado  de fazer e do fazer bem feito com as abelhas mestras do Núcleo  Gestor da Escola de Ensino Infantil e Fundamental Romão Sabiá – Ailma Sousa Lira, Ana Claudia Sousa Lira e Joana D’Arc Gonçalves Landim, que, juntamente com as professoras Leda Andre, Eridan Nascimento, Aide Lira  e os alunos do Fundamental II, na elaboração de um novo sol que nasce garbosamente  na terra do Menino Deus, a  argamassa   viva do construir ao construído, do passado a vida, do vivido as pegadas deixadas, a marca dos pioneiros, o suor dos que  se debruçam por fazer, pelo simples fato de fazer, de ser feliz por provocar no rosto de uma criança um sorriso verdadeiro de: Eu amo a minha cidade Aurora, porque eu vivo, porque eu moro e, principalmente, porque eu conheço a  sua linda  história que deve estar na mente e no coração de todos os aurorenses.

Da Sala de Redação do Blog da Escola Monsenhor Vicente Bezerra, Luiz Domingos de Luna, administrador do Blog, Tel Esc. (88) 35433903 Email: monsenhorvicente@escola.ce.gov.br