quarta-feira, 11 de abril de 2012

Fragmentos informativos sobre a Educação na Aurora antiga (Venda)


Fac-símile de documentação histórica da Venda

1866 (2 de março) – O Inspetor das aulas da Venda, Antônio Pinto Teixeira, comunica através de ofício ao Diretor Geral da Instrução Pública do Ceará, o Pe. Hippólyto Gomes Brasil, acerca dos livros adotados pela Instrução a serem usados pelos alunos nas aulas da Venda.

1869 (20 de junho) – Informa o Professor João Pinto Teixeira, na ordem do tempo, o terceiro professor da Escola Primária da Povoação da Venda (1868 – 1869), que em virtude de ter sido removido pelo Governador da Província para a localidade de Goyaninha (hoje Jamacaru, Missão Velha), parte para lá a fim de assumir a nova cadeira.
            Tratava-se o referido Professor, de um dos tios paternos do Monsenhor Vicente Pinto Teixeira. Era, obviamente, irmão do então Inspetor da Instrução Pública da Venda, Antônio Pinto Teixeira, já citado.

1870 (3 de maio) – Toma posse neste dia do cargo de Professor de primeiras letras da Povoação da Venda, Romualdo Ferreira Santiago, o quarto professor público do lugar. Permaneceu o mesmo no cargo até maio de 1874.

1870 (1 de julho) – Toma nota dos objetos existentes na aula pública da Povoação da Venda, o professor público Romualdo Ferreira Santiago, a saber:
1 mesa velha
1 cadeira
3 bancos para assento
2 ditos inclinados para escrituração
3 livros de segunda leitura
2 livros de primeira leitura
2 catecismos de agricultura

1870 (27 de setembro) – Por força da Lei nº 1.318, é elevada a Povoação da Venda, a Distrito de Paz da Venda, sendo assim, determinados seus limites territoriais pela Câmara Municipal da Vila de Lavras.
“Art. 1º - Fica criado um Distrito de Paz, na Povoação da Venda, da Freguesia de Lavras, com os limites...”. (LCE, 1870, p.11).

1871 (25 de agosto) – Em virtude da Lei nº. 1.417, foi criada na Venda, Distrito de Paz da Vila de Lavras, a Cadeira de Primeiras Letras do sexo feminino. (LCE, 1871, p.29). 

1872 (21 de agosto) – Informa a primeira professora da Venda, Antônia Raymunda Alves de Lima, da Cadeira de Primeiras Letras do sexo feminino, o recebimento de “utensílios” pelas mãos do Secretário interino do Liceu do Ceará, Manoel Francisco.
            Informa ainda a referida, ao Diretor Geral da Instrução Pública da Província do Ceará, José Lourenço de Castro Silva, sobre a data de admissão ao exercício de suas funções, ao qual aponta ter sido esta mesma data (21 de agosto).
Sobre o material, necessário à execução das aulas primárias no Distrito, se constituíram de 11 gramáticas de Joaquim Frederico Hiappe Rubim, quatro de José Bernardino de Senna e cinco contos de Bacadafá compostos por Antônio Pinheiro de Aguiar, além de uma canção de escola.
            Relativo o Bacadafá, tratou-se de um método pedagógico para o ensino de leitura e escrita, utilizado e proposto por professores das escolas públicas primárias na Corte Imperial do Brasil, entre 1870 e 1880, implantado também no interior do País.


22 comentários:

Luiz Domingos de Luna disse...

A Educação nascendo em Aurora antiga venda, com a solvencia de um grande escritor: Dr João Taveres Calixto Junior acompanhando a linha do tempo com uma linguagem telúrica, precisa, embasando o ineditismo único com precisão cirurgica, como um bisturi afiado, vai nos umbrais de um tempo perdido, buscar os fragmentos perdidos, nunca achado, pois o abalizado mestre sabe que a temática única é abordada tão somente por sua pena certeira e os seus escritos serão a base para a construção da história de uma fazenda, uma venda, uma cidade, e que os pesquisadores terão em João Tavares Calixto Junior o condutor e pioneiro de uma história entranhada no manto negro do esquecimento e que agora, como os grandes pesquisadores a revelar para o munodo os framentos diluidos no tempo, mas que é a vida da historia da cidade de Aurora

Anônimo disse...

O nascimento da educação em Aurora com a determinação de fatos acontecidos e que precisavam ser repassados para as futuras geraçãoes e que agora o professor Dr. João Tavares Calixto Junior faz com maestria grandeza num verdadeiro resgate da educação no nosso municipio. Parabéns pelo excelente artigo
Edvânia Tavares
Diretora administrativa

Anônimo disse...

Gostei muito deste artigo e recomendo leitura a todos
Aline Santos
Professora

Anônimo disse...

Sempre leio os maravilhosos artigos de resgate da história de Aurora, é muito bom que a juventude conheça as raizes históricas de nosso município
Vania Campos
Professora

Anônimo disse...

Seria bom que todos os alunos fizessem a leitura deste artigo, pois assim, saberiam como surgiu a educação em Aurora.
Aurilene da Silva
Professora

Anônimo disse...

Um trabalho muito bom que pode e deve ser aproveitado para o inicio da educação em Aurora.
Gostei muito
Fátima Pereira
Coordenadora escolar

Anônimo disse...

O blog do monsenhor está de parabéns sempre com artigos, poemas, e cronicas que dão a diversidade da educação que oferecemos
Ester Marcia Luna
Professora

Anônimo disse...

Gostei muito, muito mesmo deste brilhante artigo
Vera Lúcia
Professora

Anônimo disse...

Mais um belíssimo trabalho do professor João Tavares Calixto Junior - Parabéns!!!
Juliana Pereira
Professora

Anônimo disse...

Fiquei maravilhada com os dados contidos neste artigo sobre o nascimento da educação na cidade de Aurora. Parabéns pelo belíssimo artigo!!!
Vera Lucia
Professora.

Anônimo disse...

Um show vivo de conhecimentos sobre os primeiros passos da educação no município de Aurora. Parabéns João Tavares Calixto Junior - Gostei Muito!! Que venham outros e mais outros
Vicente Luna Alencar
Coordenador Escolar.

Livro Digital de Luiz Domingos de Luna disse...

Praza Deus o nosso administrador: João Tavares Calixto Junior continue postando artigos de envergadura impar na historiografia da terra do Sol nascendete, na realidade verdadeiras reliquias sobre a educação, que inéditos estavam, porém com a penitencia e a determinação deste abalizado mestre a publicar com exclusividade neste majestoso blog e, em breve com o lançamento de mais um livro deste menestrel do conhecimento historiografico da terra do menino Deus. Venda Grande De Aurora que considero de já, a biblia do nascimento real e com literatura revisada a sala de aula, a pesquisa e e leitura gostosa de quem sabe construir históricamente a cidade nascer do sol - Aurora!!!

Anônimo disse...

Mais um belíssimo trabalho do professor João Tavares Calixto junior, que além de bem elaborado serve como fonte de pesquisa para alunos e professores
Parabéns professor Junior ao tempo em que aguardo novos trabalhos seus
Vicente Luna Alencar
Coordenador Pedagógico

Anônimo disse...

Um artigo bem feito e que diz tudo sobre as raizes da educação em Aurora - Parabéns
João Paulo Batista
Funcionário

Anônimo disse...

Gostei muito deste artigo, pois retrata o nascimento da educação em Aurora antiga venda, Prabéns
Francisco de Assis Martins Silva
Ex - aluno da Escola.

Anônimo disse...

Um artigo muito bom, muito bom mesmo que deve ser repassado para os aluno em sala de aula
Izaquiel Canuto da Silva
Ex aluno da Escola

Anônimo disse...

Gostei muito deste artigo recomendo leitura a todo os mesus colegas
Tamires de Castro
Aluno 3º C Turno Noturno
Escola Monsenhor Vicente Bezerra

Anônimo disse...

Belíssimo artigo recomendo leitrura a todos!!!
Amanda Nagela
Aluna 3º Ana C Turno Notruno
Escola Monsenhor Vicente Bezerra

Anônimo disse...

Um brilhante artigo sobre as raizes educacionais de Aurora - Parabéns!!!
Sampson Tavares
Professor

Anônimo disse...

um atigo muito bem elaborado e que nos informa sobre a educação no municipio de Aurora - Implantação.
Andreia Paula de Oliveira
Aluna do 3º Ano turno noturno

Anônimo disse...

Um artigo muito bem elaborado e que com certeza servirá para pesquisa sobre a educação em Aurora. Parabéns
Amanda Leite de Oliveira
Professora

Anônimo disse...

Apaz-me ver um artigo que versa com tanta lisura intelectual sobre a educação primeira na Aurora antiga venda
Jamil Araujo Professor