quarta-feira, 23 de maio de 2012

INFÂNCIA SEM TRAUMAS

                                       Charles Leite Bezerra*

A nossa história é testemunha ocular das aberrações, atrocidades, maus tratos, e de toda a violência moral, ética e sexual que fora cometida em face da criança e do adolescente, ao longo do tempo.

Em um passado não muito distante, as crianças tinham seu desenvolvimento físico, intelectual, sexual e psicológico acoplado com os adultos, ou seja, não havia uma separação entre esses dois mundos.

Sabemos que os infantes não são aptos a suportar os esforços físicos desenvolvidos pelos adultos e, no entanto, eram obrigados a realizar empenhos hercúleos, degradantes, e tenebrosos, o que configurava um alívio sádico para os adultos e um martírio feral para as pobres e indefesas almas que habitavam em um corpo impúbere.

Um ser em formação não é um objeto, ou uma brincadeira qualquer, mas, acima de tudo alguém que necessita de um acompanhamento psicológico, emocional e uma estrutura ideal para o seu perfeito desenvolvimento cognitivo.

Nesse sentido, o olhar para uma criança não deve ser apenas algo superficial, banal e vulgar, mas sim, um olhar profundo, intenso, fraternal, capaz de visualizar um indivíduo em busca do desenvolvimento pleno.

Atualmente, em nossa sociedade, presenciamos situações que colocam crianças e adolescentes em situações humilhantes e vexatórias, como por exemplo, trabalho escravo, maus tratos, abusos sexuais, abusos estes, que na maioria das vezes são oriundos de uma dantesca exploração que corrompe e degrada nossa juventude.

Ao observarmos o desenvolvimento histórico de nosso país, vemos que na época do Brasil colônia era comum as atrocidades de cunho sexual, moral e psicológico contra os filhos dos escravos, revelando dessa forma, um alto nível de insensibilidade humana.

A situação pouco se modificou com o passar dos tempos, pois o estado sempre se posicionou de forma omissa à frente das dificuldades existentes no universo infantil.

Para uma melhor compreensão, basta analisarmos os inúmeros focos de trabalho escravo que ainda perdura em nossos pais, onde o alvo desse encarceramento são as crianças e adolescentes desamparadas de qualquer estrutura familiar, econômica e social.

Cumpre ressaltar que, a escravidão que aterroriza nossa juventude não está restrita apenas ao trabalho, mas também, a sua própria dignidade sexual, pois, não raro, ver jovens na prostituição, se entregando totalmente à promiscuidade, ao regalo e a sensualidade.

A fragilidade de nossas crianças e adolescentes abre portas para que os pedófilos e rufiões possam explorar, dilacerar, degradar e corromper jovens, vítimas de uma conduta doentia e maléfica, um verdadeiro festival de corrupção aos seus sonhos e fantasias que são transformados nas agruras de um vale de dor, sofrimento, angustia e depressão. 

As crianças vivem um profundo estado melancólico de abandono e descaso por parte do poder público, detentor este, de uma das maiores “carga tributária” do mundo, capaz  de sanar os problemas sociais de nossa sociedade, porém permanecem de braços cruzados, se negando a exercer de fato o poder no combate a essa promiscuidade que se exterioriza por meio da exploração sexual que, indiscutivelmente, agride qualquer padrão ético e moral.   

Não basta tão somente a letra fria da lei para solucionar todo esta problemática atinente as crianças e adolescentes, mas sim, uma definida estruturação em todo o aparato do estado, extensivo a todos os segmentos sociais, para, a partir daí concretizar em sua plenitude o que preceitua o Estatuto da Criança e do Adolescente.

O pulsar vivo da sociedade, no escopo de fazer valer os direitos das crianças e adolescentes, passa por toda uma engrenagem jurídica, ideológica e acima de tudo social, pois não basta à simples atuação do poder legitimado, é necessário, portanto, um processo de amadurecimento educacional por parte da população, e, principalmente, a escolha de políticos comprometidos com o bem estar de toda coletividade.

(*) Acadêmico do Curso de Ciências Jurídicas e Sociais -  Direito, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Cajazeiras – PB - FAFIC

41 comentários:

Luiz Domingos de Luna disse...

Gostaria de parabenizar o Jovem acadêmico de Direito, Charles Leite Bezerra, pela postagem do brilhante artigo: {Infância sem Traumas} No Blog da Escola Monsenhor Vicente Bezerra que, de forma oportuna, trata de causas urgentes e cara a nossa sociedade, pois em mundo de consumismo de um capitalismo selvagem, onde a coisificação dos seres humanos tornou-se a base, ou até quem sabe? O objetivo primeiro de uma sociedade mercantilista, fria, calculista, onde o ter e o poder determinam o Status quo dos integrantes sociais, assim,o grito de alerta do acadêmico a clamar por um nascimento de um mundo onde a criança possa de fato e de direito usufruir esta fase áurea da existência humana .
Toda peso que colocamos nos ombros das novas gerações é com certeza o canteiro de um mundo alheio a bem comum, a civilidade, a ética, a moral e, principalmente, ao um convívio social desgastante para todos onde o único vencedor é a derrota, o abismo e o caos.

Sissym disse...

Infelizmente, atraves dos tempos, decadas, seculos, a humanidade sempre está a beira da moral e da ética. Não é de hoje que os mais fracos sucumbem aos mais fortes, seja em trabalhos escravos, seja no atentado ao pudor, pelo abuso sexual e impondo a violencia.

Coitadas das criancinhas, pequenas, frageis, inocentes, que tem suas vidas dilaceradas pelas mentes doentias de tantos adultos.

Só Deus para punir de maneira justa, pq aos que respeitam as leis da justiça, divina e da humanidade, nem sempre conseguem impedir o mal.

Sds,

Anônimo disse...

Li atentamente o artigo:{ Infância sem traumas } do acadêmico de Direito Charles Leite Bezerra, quão grande a satisfação que sinto, com a colaboração dos ex- alunos deste educandário para a continuidade da seriedade de nosso trabalho, pois senão vejamos: O Criador do Blog o Dr. João Tavares Calixto que hoje se destaca na região do cariri como o responsável pela vigilância sanitária na supra citada, o que podemos dizer que, a vitória também é nossa. O Jovem acadêmico de Música Wagner Layb que tem feito uma verdadeira revolução na cultura musical com a criação da SEMA e a reativação do festival de Calouros com sucesso já comprovado. A Professora Francisca Moreira de Jesus que com o projeto cordel em cena na constante luta para resgatar a literatura de cordel em nossa cidade, o mestre em Filosofia Leiton Leite, que muito tem contrubuido para a largueza do ser na compreensão dos variados periodos filosóficos, na busca pela emanciapção intelectual do alunado, o professor Luiz Domingos de Luna que muito tem feito para a divulgação de nossa janela viva para o mundo virtual e agora, o acadêmico Charles Leite Bezerra com este belíssimo artigo, desde já, prenuncia que na constelação dos neo advogados será também uma estrela de luz no campo da advocacia. Praza Deus, outros filhos ilustres da escola postem artigos para servir de norte para todo nosso alunado. ( Modelo)
Edvânia Tavares
Diretora Administrativa
Escola Monsenhor Vicente Bezerra.

Anônimo disse...

Dá uma satisfação imensa ler o artigo {Infância sem traumas} do filho desta escola e hoje acadêmico de Direito no Estado da Paraiba - Charles Leite Bezerra, a seriedade com que trata o convivio interativo de nossas criaças e adolescentes no espaço social, buscando com argumentos sólidos e bem fundamentados soluções para toda esta problematica que envolve o universo infanto juvenil na região do cariri cearense. Com uma linguagem bem elaborada e com fundamentação teórica que envaidece a todos nós que fazemos a educação em Aurora.
Fatima Pereira
Coordenadora Pedagógica
Escola Monsenhor Vicente Bezerra

Anônimo disse...

Li e fiquei maravilhada com o majestoso artigo: Infância sem Traumas, de autoria do Acadêmico de direito Charles Leite Bezerra, creio ser urgente para todos nós que fazemos a educação em Aurora temas palpitantes e urgentes em nosso meio social.
Ester Márcia Luna
Professora

Anônimo disse...

Como leitora assidua do blog do Monsenhor posso dizer que o artigo { Infância sem tramas} de autoria do acadêmico de direito Charles Leite Bezerra, é, a meu ver o fruto de um trabalho feito por esta casa de educação, voltado sempre para o conhecimento, para a cidadania, para a largueza espirtual na leitura de um problema urgente e caro a nossa sociedade e que, Charles Bezerra dá seu grito de alerta para todos nós que fazemos a sociedade aurorense
Vânia Campos
Professora

Anônimo disse...

O Artigo Infância sem traumas é uma verdadeira aula de cidania e respeito as crianças
Jaqueline França
3º Ano A Turno Manhã

Anônimo disse...

Li o artigo infância sem traumas, na verdade gostei imensamente, pois é de linguagem acessivel a todos e tem um ótimo conteúdo
Ana Evalda França
3º Ano A Turno Manhã

Anônimo disse...

O Meu livro de cabeceira virtual é o Blog do Monsenhor, pois ao acordar, a primeira coisa que faço é acessar este Blog maravilhoso, vez que nele encontro o conhecimento, temas atuais e tudo relacionada a minha querida Aurora, ao escola e, principalmete, a educação. De parabés estão os administradores: Dr. JoãoTavares Calixo Junior e o professor Luiz Domignos de Luna e agora a bailar um artigo de primeira linha de acadêmico de Direito Chareles Leite Bezerra - Infância sem Traums
Amanda Pereira de Souza
3º Ano A turno Manhã

Anônimo disse...

O Blog do Monsenhor ja é meu ponto de encontro na NET, pois lá encontro o conhecimento feito por pessoas que interagem comigo diariamente, pessosas simples, mas dotadas de um cabedal enriquecedor de conhecimentos, ressalto agora o brilhante artigo do acadêmico de Direito Charles Leite Bezerra trazendo a tona um tema por demais necessario ao estudantes a corrosão do paraiso juvenil e infantil
Vaniglécia de Oliveira Silva
3º Ano Ano A Turno Manhã

Anônimo disse...

Ler o blog do monsernhor é com o ler um bom livro, instiga, ensina , educa e tem geralmente um final feliz
Nataize Passos
3º Ano A Turno Manhã

Anônimo disse...

Sempre leio o blog do Monsenhor e agora para surpresa minha, encontrei um artigo que sempre busquei, Infância sem traumas, um tema atual que retrata a situação das crianças carentes no Brasil.
Andreza Nadya
2º Ano A Turno manhã - Escola Tabelião José Pinto Quezado

Anônimo disse...

Minha iniciação no mundo on line se deu da foma mais linda que eu esperava, com um artigo que toca a todos nós Infância sem traumas, que trata da questão das crianças e dos adolescentes pobres nesta Pais.
Marina Moreira
3º Ano A Turno Manhã

Anônimo disse...

Sinto um grande lisonjeio, ao saber que como professora do laboratório de informatica da Escola Monsenhor Vicente Bezerra, a cada dia, cresce o número de acessos, bem como a pesquisa feita pelos alunos nos mais diversificados temas, sei perfeitamente que a oferta vai com a força e a inclusão de todos, formar um banco de dados de conhecimentos saudável e considerável.
Por outro lado ao ler o artigo: Infância sem Traumas do Acadêmico de Direito no Estado da Paraiba, Chales Leite Bezerra leva a lume um tema palpitante, oportuno e necessário a nossa sociedade, quando a dor e o sofriemntos do universo infantil são relegados a segundo plano, o acadêmico dá o seu grito de alerta, o que sem dúvida é um grande ganho para escola e uma oportunidfade de trabalhar este tema em sala de aula.
Amanda de Oliveira Leite
Professora do Laboratório de informática
Escola Monsenhor Vicente Bezerra

Anônimo disse...

A base de nosso conhecimento se faz com o construtivismo, ou seja, partido do ponto em que conhecemos para se chegar as grandes conclusões é assim que vejo o Blog da Escola Monsenhor Vicente Bezerra que é totalmente elaborado por pessoas que tem compromisso com o desenvolvimento educacional da primeira escola da Rede publica estadual de Ensaino no Cariri cearense { 15 de março 1927} sendo vanguarda da educação publica é também vanguarda com um blog que envaidece a todos nós.
É mister afirmar que o artigo do acadêmico Charles Leite Bezerra é um chamativo para que nós professores possamos levar para sala de aula a problematica por que passa o universo infanto juvenil da cidade de Aurora
Luana Graciele
Professora

Anônimo disse...

Para que haja evoluçaõ se faz necessário conhecer, assim como diz o escritor "se queres um amigo cativa-me"" assim deve ser a educação é necessario conhecer bem e bem abundantemente o espaço social em que vivemos para se sentir cativado pelo conhecimento e crescer na plenitude maior dos dados amostrais da realidade é assim que vejo o artigo do Universitario Charles Leite Bezerra. Seriedade e compromisso com o universo infanto juvenil
Cicera Saraiva
3º Ano A Turno Manhã

Anônimo disse...

Para que haja evoluçaõ se faz necessário conhecer, assim como diz o escritor "se queres um amigo cativa-me"" assim deve ser a educação é necessario conhecer bem e bem abundantemente o espaço social em que vivemos para se sentir cativado pelo conhecimento e crescer na plenitude maior dos dados amostrais da realidade é assim que vejo o artigo do Universitario Charles Leite Bezerra. Seriedade e compromisso com o universo infanto juvenil
Cicera Saraiva
3º Ano A Turno Manhã

Anônimo disse...

É sempre uma grande alegria participar do blog da Escola Monsenhor Vicente Bezerra, pois artigos de primeira qualidade são postados, como é o caso de infancia sem traumas que retrata toda a problemática que envolve as crianças e os adolescentes no meio social
Francisco Fábio de Brito
1º Ano B Turno Tarde

Anônimo disse...

Ler o blog do Monsenhor é ter a certeza de que novas luzes ao conhecimento são lançadas, como é o caso de infância sem traumas que trata da falta de responsabilidade dos de direito para com as criacinhas e a juventude carente de uma boa orientação
Alynne Kelly de Oliveira
2º Ano A Turno Manhã

Anônimo disse...

Leio diariamente o blog do Monsenhor, gosto e recomendo a todos os meus colegas, leitura, com certeza vocês irão gostar
Ana Vitoria Maciel Costa
6º Ano B Turno tarde

Anônimo disse...

Ler o blog do Monsenhor é ter a certeza de uma infância e adolescência com Deus e com conhecimentos necessário a uma formação de qualidade para o mundo e para vida.
Maria Isabele Lira Saraiva
6º Ano B Turno Tarde

Anônimo disse...

E muito bom saber que a nossa escola está informatizada e que tem um blog para a gente comentar de debater os artigos postados
Bruno Lucena
Ex- aluno

Anônimo disse...

A escola monsenhor vicente bezerra é a escola que eu o amo muito ela é minha vida que eu estudo desde o 6º ano aqui só vou sair daqui quando eu terminar o 3º ano
Francisco Fábio de brito
1ºANO B TURNO TARDE

Anônimo disse...

O Laboratório de informática cresce a cada dia com a força dos alunos, com o empenho do núcleo gestor, com a dedicação dos professores e com a unidade de uma equipe séria e comprometida com o bem estar do mundo on line
Sampson Tavares
Professor do Laboratório de Infromátíca da Escola Monsenhor Vicente Bezerra

Anônimo disse...

O Laboratório de informática cresce a cada dia com a força dos alunos, com o empenho do núcleo gestor, com a dedicação dos professores e com a unidade de uma equipe séria e comprometida com o bem estar do mundo on line
Sampson Tavares
Professor do Laboratório de Infromátíca da Escola Monsenhor Vicente Bezerra

Anônimo disse...

Adoro o Blog do Monsenhor. O material é de qualidade impar. Recomendo leitura a todos os meus colegas
Rômulo Rayan
2º Amo B Turno Tarde

Anônimo disse...

Ler o blog do Monsenhor é ter a certeza de encontar material necessário para o aprimoramento de nossos conhecimentos
Fernanda Tavares
2º Ano B Turno Tarde
Escola Monsenhor Vicente Bezerra

Anônimo disse...

Um artigo muito rico e atual, pois retrata a violência com as crianças e adolescentes tão urgngente e nessária, a ploblematização, vez ser este ano um onde escolheremos os nossos representantes do poder executivo
Virley Batista
1º Ano B turno Tarde

Anônimo disse...

Gostei muito do artigo com um tema muito oportuno em nossos dias
Renata Costa
3º Ano B Turno Tarde

Anônimo disse...

O Blog do Monsenhor sempre apresenta temas que são sem dúvidas necessário para o nosso conhecimento, o artigo: Infância sem tramas, do Acadêmico de Direito Charles Leite Bezerra é mais um comprovação da preocupação da escola com a vida das crianças e dos adolescente no seio da sociedade aurorense.
Rosa Maria
2º ano B Turno Tarde

Anônimo disse...

Gostei muito do artigo infância sem traumas do acadêmico de Direito Charles Leite Bezerra, creio que artigos como este servirá para conscientizar os nossos representante a solucionar a problematica da infância e adolsecencia nomeu querido Brasil
Maria Eliene Ricarte
1º Ano B Truno Tarde

Anônimo disse...

Pelo que pude observar no artigo bem redigido do neo advogado aurorense Charles Leite Bezerra, senti pela primeira vez que a minha cidade natal, que tanto amo, Aurora, terá pela primeira vez em sua história, não somente um grande advogado, que justiça se faça, existe muitos, porém um advogado com a missão de levar a luz do direito, com conhecimento, garra, tenacidade e saber juridico exposto de foma simples, clara de alcance ao público leigo, com um linguagem concisa e precisa somente conheço um, Charles Leite Bezerra. Vá em em frente!!! Aurora precisa muito de você.
Conte comigo!!!!

Anônimo disse...

Li atentamete o artigo: Infância sem Traumas do Neo advogado paraibano, natural de Aurora-CE; Charles Leite Bezerra, que usando uma linguagem simples, de facil entendimento, sem o academicismo, carateristico dos que atuam na área juridica, consegue repassar o espirito do conteúdo exposto, com clareza, beleza e sabedoria, gostaria que o notavel neo advogado publicasse neste blog artigos pertinentes ao convivio interativo da sociedade nas diversas faixas etárias que compoõem a querida sociedade aurorense.
Vera Lucia
Professora

Anônimo disse...

Ler o artigo do advogado em formação Charles Leite Bezerra, intitulado Infância Sem Traumas é o memso que presenciar uma conferencia sobre cidadania e ações efetivas para o mundo infanto juvenil, gostaria de outros artigos do neo advogado que tem uma linguagem de acesso a todos nós da Escola monsenhor Vicente Bezerra.
Rosa Maria Freitas
2º Ano B truno Tarde

Anônimo disse...

É muito bom saber que um assunto tão importante como a infância e a adolescência seja tratado com tanta riqueza e conhecimento por um filho de Aurora, Charles Leite Bezerra, atualmente concluindo o curso de direito em Cajazeiras no vizinho estado da Paraiba. Seria muito bom se a diretoria desta Escola convidasse o nóvel advogado para dar uma palestra para nós sobre tão singuar tema - Infância sem traumas
Paulo Sérgio da Silva
2º ano B turno Tarde

Anônimo disse...

Seria para nós uma grande alegria se o convite fosse feito a neo advogado Paraibano Charles Leite Bezerra para um palestra sobre o tema abordado: Infância sem Traums, principalmente nós que estamos cursando o último ano do ensino médio, pois ficaria, a meu ver, mais facil para a nossa preparação ao vestibualr e ingresso em uma universidade.
Aurieli Santos
3º Ano B Turno Tarde

Anônimo disse...

Adorei o artigo infância sem traumas do filho de Aurora e acadêmico de Cajazeiras no Estado da Paraiba, mas para ser sincera mesmo, o ideal seia uma palestra sobre o tema em pauta
Stênia de Kassia
1º Ano A turno Manhã

Anônimo disse...

O artigo Infância sem traumas é uma verdadeira aula sobre a vida em sociedade, na oportunidade vejo que seria muito bom uma palestra com o universitário Charles Leite Bezerra sobre o assunto
Ana vitória Maciel Costa
6º Ano B Turno tarde

Anônimo disse...

Nós que fazemos o universo infanto juvenil desta escola gostaria que, em sendo oportuno uma palestra sobre a infância e adolescência pelo autor do artigo Charles Leite Bezerra acadêmico de Dierei no Estado da Paraiba-
Maria Isabelle Lira Saraiva
6º ano B Turno Tarde

Anônimo disse...

Adorei o artigo do universitário Charles Leite Bezerra foi bem legal, legal mesmo!!!
Maria Geovânia Leite
8º Ano B Turno Tarde

Anônimo disse...

Lindo! maravilhos o artigo infância sem traumas - Adorei!
Fernanda Tavares
2º Ano B Turno Tarde