domingo, 22 de julho de 2012

O CALDEIRÃO EM VERSOS E RIMAS


Projeto O Caldeirão: História, Cangaço e Fé
Professores da área de Ciências Humanas
Apoio Cultural e Correção: Profa. Francisca Moreira de Jesus (Neidinha)
Poesia: Aluna Cícera Saraiva 3º ano B
 Escola Monsenhor Vicente Bezerra, rua Cel. José Leite s/n, Araçá – Aurora  Ceará. CEP: 63.360.000 TEL: (88) 35433903 EMAIL: monsenhorbezerra@yahoo.com.br

O Caldeirão em versos e rimas
Cícera Saraiva


Já tinha acontecido
No Brasil, a abolição
Mas no Século passado
Nas terras desse sertão
Vivia um povo marcado
Com rastro da escravidão

Sertanejos explorados
Sem ter nem o que comer
Forçados a trabalhar
Com tão pouco a receber
Quase que insuficiente
Pra alguém conseguir viver

E não suportando mais
Aquela situação
O beato Zé Lourenço
Dá origem ao caldeirão
Comunidade movida
Por força e religião

O Beato conseguia
Reunir bastante gente
Na fazenda do Padim
A produção foi crescente
E tudo era dividido
Pra todos, devidamente

Ao se passar alguns anos,
Tornou fácil encontrar
Pessoas de toda parte
Que ali vinham se instalar
E a população sem dúvida
Não parava de aumentar

Tamanha prosperidade
De cara, chamou a atenção
Dos ricos proprietários
Que movidos de ambição
Sentiram-se ameaçados
Com o auge do caldeirão

Juntamente com a igreja
Passaram a argumentar
Que uma espécie de Canudos
Estava para chegar
No municio do Crato
Bem ao sul do Ceará

Esses e mais boatos
Provocaram comoção
E autoridades políticas
Tomaram a decisão
De mandar rapidamente
Massacrar o Caldeirão

E no ano de trinta e sete
Tudo estava pra acabar
Na manhã de onze de maio
Aviões a massacrar
Milhões de camponeses
Que estavam a trabalhar

Naquele triste cenário
Corpos foram destroçados
Milhões de inocentes
Sonhos não realizados
De forma bem desumana
Foram todos massacrados.




12 comentários:

Luiz Domingos de Luna disse...

Gostaria de parabenizar os professores da Escola Monsenhor Vicente Bezerra pelo projeto o Caldeirão: história, cangaço e fé. Creio que o estudo sobre os fatos históricos religiosos, como a temática exposta, ser uma porta para o conhecimento de nossa linda região do cariri cearense. Atitudes afirmativas e determinadas, como esta, somente enriquece o quadro epistemológcio regional -

Anônimo disse...

A Poesia da aluna Cicera Saraiva, conta a história do já conhecido Caldeirão na cidade de Crato, com uma linguagem poética que envaidece a todos nós que fazemos educaçaõ na linda região do Cariri!!!
Edvânia Tavares
Diretora Administrativa

Anônimo disse...

Somente com o conhecimento dos fatos históricos do cariri é que podemos dimensionar as potencialidades da diversidade cultural e religiosa da chapada do Araripe tendo, neste caso, a cidade de Crato o epicentro dos acontecimentos.
De parabéns está a aluna Cicera Saraiva pela belíssima poesia.
Vicente Luna Alencar
Coordenador Escolar

Anônimo disse...

Mais um brilhante trabalho da Aluna Cicera Saraiva postado no blog da Escola, na verdade uma poesia que discorre sobre os acontecimentos na sede de nossa diocese - Crato, com uma lingauem poética bem elaborada e com uma fundamentação história bem consolidada - Parabéns!!!
Fátima Pereira
Coordenadora Escolar

Anônimo disse...

Um poesia linda que conta a historia dos acontecimentos do caldeirão na cidade de Crato -Ce - Parabéns poetisa Cicera Saraiva.
Vera Lúcia
Professora

Anônimo disse...

Uma poesia que dá gosto ler!!! e que trata de fatos da história de nossa região - Cariri - Crato!!!
Gostei muito
Sampson Tavares
Professor do Laboratório de Informática

Anônimo disse...

Mais um brilhante trabalho da Aluna Cicera Saraiva - Parabéns!!!
Amanda de Oliveira Leite
Professora do laboratório de informática

Anônimo disse...

Estes projetos que fomentam o conhecimento sobre a história da região do cariri cearense são luzes para todos nós. Valeu Cicera Saraiva!!!
Chagas Figueiredo
Professor

Anônimo disse...

A Poesia de Cicera Saraiva é um verdadeiro relato sobre os acontecimentos do caldeirão ocorridos na cidade de Crato!!!
Gostei e recomendo leitura para todos os alunos
Auricélio Fernandes
professor

Anônimo disse...

Mais um poesia da lavra de Cicera Saraiva que engrandece a nossa literatura de cordel e historia regional- Parabéns!!!
Ester Marcia Luna
Professora

Anônimo disse...

Li, gostei e recomendo leitura a todos indistintamente!!!
Luanna Graciele
Professora

Anônimo disse...

Um poesia linda que conta a historia dos fatos religiosos que teve a frente o Beato José Lourenço na cidade de Crato Ceará. Parabéns!!!
Vânia Campos
Professora