terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

OS PARTIDOS POLÍTICOS TROCARAM A IDEOLOGIA POR TEMPO NA TELEVISÃO.



OS PARTIDOS POLÍTICOS TROCARAM A IDEOLOGIA POR TEMPO NA TELEVISÃO.


Entendo que podemos afirmar sem receio de cometer qualquer calúnia ou difamação que os Partidos Políticos existentes no Brasil abdicaram de suas respectivas Cartilhas Ideológicas. Imagino que poucos respeitam até mesmo o que está escrito em seus estatutos/regimentos, publicando com frequência as oportunas “Resoluções”, para se adequarem ao casuísmo, ao que rende mais para aquele momento.

Algumas agremiações partidárias se constituem verdadeiras Siglas de Aluguel, destinadas a “ceder” os seus tempos nos programas eleitorais obrigatórios em troca de alguns “agrados” de imediato e mais adiante, caso seja vencedora a Coligação, cargos na administração pública – um legítimo Aparelhamento do Estado (empreguismo).

Como deixou bem claro o ex-ministro Gilberto de Carvalho, integrante da cúpula do Partido dos Trabalhadores – PT, são todos [os partidos políticos] farinha do mesmo saco.

Sendo assim, também nós eleitores, ficamos desobrigados de uma precisa e oficial vinculação partidária, nos permitindo escolher o candidato que expresse um histórico de honestidade, de idoneidade em seu comportamento pessoal, profissional ou em alguma atividade coletivo-associativa que porventura tenha exercido. Enfim, que tenha competência para gerir a coisa pública, com lisura e transparência, focada no interesse da coletividade.

Dessa forma, as expressões “esquerda” ou “direita” não devem mais ser utilizadas para classificar os partidos, se prestando muito mais para indicar direções no trânsito.

Como disse o deputado Paulo Maluf (PP – SP) ao declarar, ao lado do Ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT-SP), apoio a Fernando Haddad, candidato petista à prefeitura de São Paulo: “Se você vai a Paris e pergunta se é esquerda ou direita, eles vão pensar que você está falando em sinal de trânsito. O que importa é um governo eficiente”.


(Meu Deus, depois de 30 anos militando em um partido dito de “esquerda”, jamais pensei que fosse encerrar um escrito de cunho político com uma citação do político Paulo Maluf, um legítimo representante da “direitona”, hoje aliado de um governo dito de esquerda. Que confusão!!!).

Aurora, fevereiro/2015

Luiz Carlos de Aquino Pereira
lcdeaquino50@gmail.com








Um comentário:

Luiz Domingos de Luna disse...

Gostaria de parabenizar a atitude por demais louvável do intelectual aurorense Dr. Luiz Carlos Aquino, que agora, para felicidade nossa é escritor oficial do Blog da Escola Monsenhor Vicente Bezerra, oportunizando a todos os leitores deste Blog, a problematização, a contextualização do cenário político brasileiro com sabedoria, com profundidade e, finalmente, com conhecimento de Causa, pois o Dr. Luiz Carlos Aquino ,além de ser um grande intelectual aurorense é também um brilhante pensador, e que todos os seus escritos não são baseados em opiniões balofas, ou apócrifas, mas sempre inseridos no cerne da realidade com altruísmo, bravura, conhecimento de causa e uma linguagem versátil, rápida, rica e diversificada levando a qualquer leitor a penetrar e penetrar plenamente no seu raciocínio sempre científico , e necessário a uma vida plena e, plena abundantemente, onde as pessoas possam de fato e direito assumir a sua cidadania plena no Estado Democrático de Direito, onde a liberdade de expressão, o acesso a informação, e uma vida digna, não seja o privilegio de uns poucos , mas de toda conjuntura da sociedade brasileira na sua totalidade maior.